Nesta área especializada são desenvolvidos e fornecidos bio-modelos personalizados, adaptados às características de cada paciente.
A obtenção destas réplicas físicas a partir dos mais diversos suportes de aquisição de imagens – TAC, ressonâncias magnéticas da estrutura óssea e tecidos moles, ou uma combinação de ambos – permite criar um suporte de simulação, que é uma visão precisa da situação real do paciente, para que o cirurgião possa planear adequadamente a intervenção cirúrgica. Alguns dos modelos já produzidos permitiram a planificação de cirurgias de aneurismas, hepáticas e de tumores cerebrais.